Avanhandava

"Amanhecendo este dia, seguimos nossa viagem pelas oito horas e meia da manhã, e fomos procurar o grande, o perigoso salto de Avanhandava, que quer dizer em português onde correm os homens, e acima dele na distância de cem braças embicaram as canoas em terra com muito risco, porque as águas neste lugar puxam com tal violência para se despenharem por este salto abaixo, que escapando por ele nunca mais se viu, nem gente, nem a mesma embarcação que escapar [...]."

Teotônio Juzarte, Diário da Navegação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *